PQQ – Pirroloquinolina Quinona – Prevenção ao Envelhecimento Precoce

banner-florais-larch
Conheça os Florais: Larch
9 de abril de 2018
banner-florais-mimulus
Conheça os Florais: Mimulus
9 de maio de 2018

PQQ – Pirroloquinolina Quinona – Prevenção ao Envelhecimento Precoce

banner-pqq

banner-pqq

A Pirroloquinolina quinona (PQQ) é uma quinona triclíclica que funciona como uma coenzima em várias reações óxidos redutase bacterianas.

 

Também conhecida como metoxantin é considerada 100 vezes mais potente que a vitamina C, encontrada naturalmente em alimentos como: soja fermentada, kiwi, salsa, pimentão verde, espinafre, chá verde, entre outras (RUCKER, 2001; TSUGE, 2005) – é um nutriente essencial que o organismo não pode sintetizar, sendo um cofator de reações de óxi-redução, atuando como um potente antioxidante, com capacidade de neutralizar os radicais livres superóxidos e hidróxidos, resultando na redução do envelhecimento celular precoce, tendo como consequência a promoção do envelhecimento saudável.

 

Melhora as funções cognitivas, promove a proteção mitocondrial, possui propriedades antioxidantes, protege o sistema imunológico e neurológico. Além disso, estudos mostram que o PQQ aumenta fatores de crescimento e contribui para a biogênese mitocondrial (OHWADA, 2008; YAMAGUCHI, 1993). Estudos mostram que PQQ pode melhorar a função cognitiva, qualidade do sono, alívio da fadiga mental e humor positivo (NAKANO, 2012).

 

Outros estudos mostram que PQQ tem influência positiva sobre as funções cerebrais, melhorando a memória e atenção em idosos saudáveis (NAKANO, 2009).

 

Por retardar o processo de envelhecimento, sugere-se que o PQQ pode prevenir cabelos brancos – este processo está intimamente ligado à degradação e ao desaparecimento progressivo de mitocôndrias e o excesso de radicais livres no bulbo capilar; aumenta os níveis de energia indispensáveis às células.

 

Propriedades

• Antioxidante

• Melhora a função cognitiva

• Neuroproteção

• Booster mitocondrial

• Aumenta a energia

• Melhora o sistema imunológico

• Auxilia no envelhecimento saudável

• Ação cardioprotetora

 

Comprovação de eficácia

1. Atividade Antioxidante

As mitocôndrias são particularmente suscetíveis a danos oxidativos. Um Estudo publicado em 2003 mostrou que PQQ foi capaz de atuar como um antioxidante eficaz na proteção das mitocôndrias contra a peroxidação lipídica induzida pelo estresse oxidativo, formação de carbonilas reativas de proteínas e inativação da cadeia respiratória mitocondrial (HE, et.al., 2003).

De acordo com o artigo publicado no Biological & Pharmaceutical Bulletin (NUNOME, 2008), o PQQ demonstrou atividade contra auto-oxidação da proteína DJ-1, também denominada proteína 7 da doença de Parkinson, uma proteína sinalizadora celular, que desempenha funções na fertilização, na promoção do crescimento e transformação celular e redução do estresse oxidativo nos neurônios.

É o único suplemento capaz de promover Booster mitocondrial (até 20% a mais) nas células existentes, incluindo células senescentes. Garante por si só a proteção do DNA mitocondrial, o mais vulnerável e o mais exposto ao estresse oxidativo.

 

2. Atividade Neuroprotetora

Diversos estudos têm demonstrado o efeito neuroprotetor do PQQ sobre a melhora da memória e função cognitiva em humanos.

Um estudo realizado por Ohwada (2008) mostra o comprometimento da cognição causado pelo estresse oxidativo crônico em modelos animais e melhora do desempenho em testes de memória. A suplementação de PQQ estimula a produção e liberação de fatores de crescimento de nervos e células que sustentam os neurônios no cérebro, denominadas células neurogliais, um possível mecanismo para a melhora da função cognitiva e memória produzida em seres humanos e ratos.

Aizenman e colaboradores (1992) mostrou em estudo que PQQ foi capaz de proteger os neurônios, modulando as propriedades do receptor N-Metil-D-Aspartato (NMDA), reduzindo assim a excito toxicidade, uma consequência prejudicial da superestimulação de longo prazo dos neurônios, que está associada a muitas doenças neurodegenerativas, demonstrando assim proteção na fase inicial de algumas formas da doença de Parkinson.

 

3. Proteção cardiovascular

Um estudo realizado por Zhu e colaboradores (2004) mostrou que a administração de PQQ reduz o tamanho das áreas danificadas em modelos animais acometidos por ataque cardíaco agudo (infarto do miocárdio). Significativamente, isso ocorre independentemente do fato do PQQ ser administrado antes ou após o evento isquêmico, sugerindo que a administração durante as primeiras horas da resposta médica pode oferecer benefícios a vítimas de ataque cardíaco.

 

4. Melhora da memória e desempenho cognitivo

Estudos mostram que PQQ, pode melhorar a memória, a atenção e as funções cognitivas. O grupo tratado com PQQ apresentou uma significativa melhora da memória e desempenho cognitivo em comparação com o grupo tratado com placebo (LIU, 2008).

A associação de PQQ e Coenzima Q10(CoQ10) promoveu uma significativa melhora dos resultados nos testes de memória em comparação com o grupo tratado com placebo (ISHRAT, 2006; MCDONALD, 2005).

 

5. Protege o sistema imunológico

A privação de PQQ resulta na deficiência do sistema imunológico, reduzindo os níveis de interleucina-2 (IL-2), necessária para o desenvolvimento da memória imunológica das células T (HE, 2003).

 

Portanto, os estudos concluem que a PQQ melhora o estado oxidativo e a saúde mitocondrial, proporciona apoio multiforme às funções cardiovasculares e cerebrais; melhora a qualidade de vida e estado mental de pacientes idosos, prevenindo o declínio cognitivo relacionado ao avanço da idade; previne o envelhecimento precoce e protege o sistema imunológico.

 

Indicações e aplicações

• Envelhecimento saudável

• Melhora da memória e função cognitiva

• Melhora do sistema imunológico

• Proteção cardiovascular

• Melhora da qualidade de vida de pacientes com Parkinson

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *